terça-feira, 3 de junho de 2008

Mais um trechim mineirim

A falta de tempo urge, e no meu caso ruuuge... ou seria rouge?

Grrrr... vontade de exorcisar os pensamentos mas os neurônios não respondem mais a contento ou pelo menos na velocidade desejada...

Tudo bem, mais uns dez dias e a vida voltará á loucura habitual e não nessa overdose de adrenalina e necessidade de organização e disciplina para dar conta de tudo.

Enquanto isso, fiquei aqui pensando, o que me acalmaria?

Rá!

Tchãnãmmm... Eis que mágicamente tiro do bolso mais um trecho dessa peça que marcou minha estrada...

Mais um tantim de "Beco, a Ópera do Lixo", do Grupo Ponto de Partida, de Barbacena - MG. Texto de Regina Bertola para o personagem Fulgêncio. Saudade destes amigossss!

Boa noite a todos, e boas reflexões...


na foto, em primeiro plano, os atores Lido Loschi e Pablo Bertola

"A vida é igual uma árvore carregadinha de fruto. Uns colhe um só, e podre. Uns passa o tempo todo com o fruto na mão sem coragem de cascá. Outros quer todo dia o mesmo fruto, igualzinho, mesmo cheiro, mesmo gosto, mesmo tamanho. Num tem nem desejo de exprementar um novo. Eu sou feito menino. Eu quero é exprementar todos que eu possa agüentar. Os amargo, os azedo, os doce, os farturento. Eu quero é ficar todo lambuzado da vida. Eu prefiro morrer de indigestão do que viver aguado."


4 comentários:

Cleiton Oliveira disse...

Show de bola!! lambuzemo-nos! hehe
pior que aí fica na obriga de atualizar mesmo! hehe...
e já tah atualizado!
abraço!

Ariane disse...

Que lindo Lucinha! Arrasou de uma maneira ( e Ariane de TPM coloca uma mão num olho, faz um beicinho e chora feito uma louca enquanto imagina Barbara Heliodora fumando com coluna ereta e fazendo sinal de negação com a cabeça com o pensamento: "gente louca...") Bjão!

Marcos Chaves disse...

Adorei o trecho! Que lindo! Isto me lembra um trecho do filme que passa para todas as crianças na escola, pelo menos professores me mostraram este vídeo umas duas vezes no 1º grau e no mínimo mais duas vezes no 2º grau (vê como eu sou velho, agora é ensino médio)... Sociedade dos poetas mortos... E as palavrinhas: CARPE DIEM! hehehe...

Cissa Laval disse...

Bisbilhotei teu blog através do Marquito e do Cleiton... amei o trecho... ainda me falta um pouco de "ser menino", ainda me falta tempo pra aproveitar o dia, mas a cada dia eu penso como a vida passa rápido... e estou mudando!
bjs