sexta-feira, 6 de junho de 2008

História de uma Canção

Erarauêraraia...

A loira envolta em pensamentos projeta o dia de amanhã... Olha pro alto, lembra-se... Pausa.

A cena que se segue aconteceu há mais ou menos um ano atrás. Ela e Zé Mario na porta da Álvaro Moreyra entram para assistir A Canção de Assis, programa prometido desde o dia que a Fernanda Beppler a havia convidado para a estréia, justamente num dia que a loira estava viajando com um espetáculo. E já haviam se passado dois anos e sempre era impraticável assistir a peça, pois as temporadas batiam com as dela.
Pois bem, desta vez o convite tinha vindo da Petit, um dia no DC Navegantes quando ela anunciou com um sorriso largo que gostaria que a loira fosse vê-la, ela estava entrando no elenco para substituir. Zé Mario queria ver de novo. Bóra assistir então.
Mas sejamos sinceros. A expectativa não era grande não... Já fazia tempo que ela havia desistido de esperar algum "plus a mais" dos espetáculos ditos "infantis". Sim, alguns tinham agradado - bastante até - como Ari Areia e Locomoc e Milipilli. Mas... aquele clic de identificação com a linha de trabalho ainda faltava...
E eis que aconteceu. O mergulho. O esquecer-se de prestar a atenção tecnicamente em tudo, ou prestar, mas com admiração. A sensação de ver em cena atores que gostavam do que estavam fazendo e que confiavam no seu "guia". Usei essa palavra porque "diretor" naquele caso parecia ser uma palavra que implicaria no entendimento de cercear, de castrar... e parecia que isto não ocorria ali. Foi o que a loira sentiu.
Ao final da peça, meio atordoada, cumprimentou a Petit e alguns atores, cumprimentou e foi apresentada ao diretor pelo Zé Mario e foi-se para casa, comentando com o Zé a sua impressão.
Uns dias depois, foi deixar uma mensagem no orkut para o mesmo Zé e ali estava um recado do diretor/guia sei lá - Gilberto, convidando Zé Mario para compor o elenco de um espetáculo futuro.
Que dúvida! Respirou e escreveu um e-mail ao tal Gilberto. Na maior cara-dura. Apresentou-se, parabenizou-o mais uma vez pelo trabalho e sem pudores, ofereceu-se. Para trabalhar, entenda-se bem, rsss... O que tinha visto no palco vinha muito de encontro com o que sempre quis fazer em termos de teatro voltado ao público infanto-juvenil.
Alguns dias depois, o e-mail de resposta trouxe a semente do dia de amanhã, 07 de junho de 2008. O convite para fazer parte do próximo espetáculo do Grupo Farsa. Espetáculo que ainda virá... (mas isto é assunto para outro post...)
Desde então, a loira tem tentado estar no palco com aquele grupo...
Em janeiro deste ano, um e-mail intitulado "Surpresa", assinado pelo Gilberto, dizia, curto e grosso:" Parabéns, você acaba de entrar no elenco da Canção de Assis!"
Euforia. Coração na boca. Emoção. Pausa.
A cena volta ao dia de hoje... os pensamentos focados nestes meses que se passaram, nos ensaios deliciosos, nos ensaios atribulados também, nos colegas, no Gilberto que agora ela chama de "dire" (que mania essa que algumas pessoas têm de falar as coisas pela metade, rsss).
E claro, um pouco de medo. É muito grande a expectativa. Dela. A neura de sempre fazer tudo bem feito. A satisfação e orgulho de estar em cena com este espetáculo.
Pausa... Sorriso de canto de boca...
A loira deixa de ser alguém na terceira pessoa, me permite falar por ela.
Estou feliz. E queria dizer isto ao povo do Farsa. Feliz por amanhã e os próximos três findis. Por dar vida à Canção junto com vocês. E por estar fecundando outros espetáculos com vocês. Gosto. Muito. Apesar da minha seriedade exagerada às vezes. É meu jeito de viver o respeito à nossa arte. E agradeço a compreensão e tolerância de vocês.
Obrigada cancioneiros, obrigada Grupo Farsa e... Gilberto: MUITO OBRIGADA pelo e-mail surpresa.

Que na minha jornada possa ter todos vocês sempre por perto, afinal... "Aqueles que se amam não deveriam se separar nunca, não é?"


Beijos e MERDA pra nós!

Cássio Schonarth e Fernanda Petit em "A Canção de Assis"


A CANÇÃO DE ASSIS

De 07 a 22 de JUNHO
SÁBADOS E DOMINGOS 16h
SALA ÁLVARO MOREYRA
(Av. Erico Verissimo, 307 - Centro Mun. Cultura)

5 comentários:

Marcos Chaves disse...

Oh my God! Loira... Que linda história! De espectadora ao palco! Guria, é um prazer te receber cancioneira! Tens uma energia muito pra cima e revigoras os outros cancioneiros! És sangue novo na "Canção", e um sangue louco de especial, que trará elementos positivos a todos, pela qualidade que tens em tua atuação! Ansioso por amanhã e pelos próximos finais de semana, é de umedecer os olhos tuas lindas frases... Que bom te ter assim: juntinho, juntinho! Te adoro loira!!!

Ariane disse...

BUÁÁÁÁ''AÁÁÁÁ!!!! anh... anh... E Ariane chora desesperadamente! Q lindo!

Daiane Oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daiane Oliveira disse...

lucinha... nossa, sem palavras...
choro. muito. q coisa linda!
tbm queria dizer q a canção é um dos melhores espetáculo infantil q já vi.e fazer parte dele é encantador. fazer teatro me emociona... conviver com pessoas especiais como vcs me faz muito feliz. amo muito todos. ali, no camarim da lavaro, no dia 7 de junho... eu disse: amo muito vcs!!! é a minha mais pura verdade!

petit disse...

nossa...meu deus.tô chorando muito sabe,,nossa q lindo..bah lucinha..q te diuzer..q eu te gosto..q espero te ter mais junto..pq vc me incentiva desde pitoca lá nas peças né..e q como te disse te gosto e nem sei pq..e tô te devendo se der tudo certo..esta volta p grupo farsa..foi uma luz dizendo q eu poderia voltar a ser feliz..estou EM ESTADO PLENO DE GRATIDAO